AS MAIS POPULARES

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

VIRGEM DOS POBRES:


A Virgem dos Pobres
Banneux, vila de Ardenne, Maastrich, Bélgica, é das terras mais infecundas da Europa. Lá vive pouca gente, todos pobres, por causa das terras, que
pouco produzem.

Existe grama e abetos (arvores nativas, e algumas especies produzem pólen abundante durante o período de reprodução, o que pode causar alergia respiratória em indivíduos mais sensíveis) que são usados para lenha.
Neste lugar residia Mariette Beco, de 12 anos. O pai era socialista agnóstico, não paraticante. Nos dias de repouso costumava ficar em casa. A esposa também era muito dedicada a família. Mariette era a filha mais velha, tinha seis irmãos, de quem ajudava a cuidar.
No dia 15 de janeiro de 1933, as 19:00 horas, aguardava a volta do irmão Julien, de 10 anos, que fora passear com os amigos. Era frio e, olhando através dos vidros da janela, a pequena distância, no jardim, vê uma bela senhora luminosa, em pé e imóvel, levemente inclinada para esquerda.
Assustada corre para mãe, que está preparando o jantar. Ela também vai para a janela e vê a senhora de mãos postas e com cabeça inclinada, mas de um modo velado, não nítido. Também ela, assustada, exclama: “É uma bruxa”.
Mariette replica: “Não, mãe! Deve ser a Santa Virgem. Ela me sorri.
É tão bela!”.

Ela concluiu ser a Virgem devido a faixa azul que a senhora usava. A veste parecida com a de Nossa Senhora de Lourdes. Traz o rosário pendurado no braço direito, um rosa de ouro sobre o
pé descalço.

Tudo semelhante, com a diferença de que aqui está inclinada, atenta e acolhedora com relação à vidente. Mariette vai buscar um rosário que havia encontrado alguns dias antes, na estrada, pois em casa não havia rosários.
Tenta rezar algumas Ave-Marias, pois ainda não sabe como rezar direito e olha para a senhora, através da janela. Ela quer ir ao encontro dela, mas a mãe, com medo, fecha a porta com a chave e guarda-a no bolso do avental. Quando Mariette volta à janela, a bela senhora já
havia desaparecido.

Três dias depois, à mesma hora, Nossa Senhora aparece novamente e guia Mariette até a fonte e diz: “Colocai vossas mãos na água. Esta fonte está reservada para mim”. Dizendo isto se despediu.
No dia 19, Nossa Senhora aparece e Mariette lhe pergunta: “Quem sois, bela Senhora?”. E Ela: “Eu Sou a Virgem dos Pobres”. Mariette perguntou: “Porque, ontem a Senhora disse que está fonte está reservada para Vós?”.
Nossa Senhora sorriu e disse: “Esta fonte está reservada para todas as nações para restaurar, para socorrer doentes”. Mariette agradece e a Senhora diz: “Rezarei por ti, até a vista!”
No dia 20 de Janeiro Ela aparece novamente e Mariette lhe pergunta o que deseja. E Ela: “Desejo uma pequena capela”. No dia 11 de fevereiro, 75 anos depois da primeira aparição de Lourdes, enquanto a vidente rezava o rosário, a Senhora apareceu e a guiou a até a fonte, onde disse: “Venho para aliviar o sofrimento.” Logo em seguida desapareceu.
Na sexta aparição, o padre Louis Jamim, através da vidente pediu um sinal. Nossa Senhora sorriu, dizendo: “Crede em mim, Eu crerei em vós”.
Depois deixou um segredo à vidente e disse: “Rezai muito.” Em 02 de março de 1934, enquanto a vidente reza o terceiro terço, Nossa Senhora aparece e a guia até a fonte. Tem olhar sério.
Não sorri.

Diz: “Sou a Mãe do Salvador, Mãe de Deus.” Repete: “Rezai muito.” Depois abençoa Mariette com um sinal da cruz, dizendo: “Adeus! Enquanto se afasta, a menina chora. Entendeu que não mais a veria.
O bispo Kirkhofs, de Liège, reconheceu os fatos como autênticos. Foi construída uma pequena igreja, símbolo da pobreza. E o culto a Virgem dos Pobres ainda existe, trazendo muitas graças
e conversões.

Nossa Senhora apareceu a Mariette, a quem o padre Jamim havia impedido de fazer a primeira Eucaristia devido às suas faltas ao catecismo. Os pais eram indiferentes com relação à religião e não se preocuparam com isso. Mas eram trabalhadores e honestos.
Tinham a tarefa de cuidar dos filhos e alimentá-los: 7 antes das aparições, e mais 4 depois delas. Onze ao todo. Nossa Senhora aparece para quem Ela deseja; não importa se é santo ou pecador.
Todos são seus filhos, a quem ama imensamente e deseja salvar. Está junto dos pobres, porque Ela também foi pobre e sabe quem sofrem mais que
os outros.

*   *   *

catecristonarede

Marcadores

catecristonarede

Valeu a informação do catecristonarede?

catecristonarede

SEGUIDORES

catecristonarede

catecristonarede

catecristonarede
~~catecismoLegal~~

catecristonarede

~~catecismoLegal~~ para todas as idades!
Aprenda com esmero e com facilidade àquilo que fará bem para sua espiritualidade!