AS MAIS POPULARES

sábado, 20 de setembro de 2014

FAMÍLIA: CONSAGRAÇÃO AO SÃO MIGUEL ARCANJO

Consagração da família a São Miguel Arcanjo:

‘Ó Grande Arcanjo São Miguel, príncipe e chefe das legiões angélicas, penetrado do sentimento de vossa grandeza, de vossa, bondade e vosso poder, em presença da adorável Santíssima Trindade, da Virgem Maria e toda a corte celeste, eu (nome), venho hoje consagrar minha família a vós.
Quero, com minha família, vos honrar e invocar fielmente.

Recebei-nos sob vossa especial proteção e dignai-vos desde então velar sobre os nossos interesses espirituais e temporais.

Conservai entre nós a perfeita união do espírito dos corações e do amor familiar. Defendei-nos contra o ataque inimigo, preservai-nos de todo mal e, particularmente, da desgraça de ofender a Deus.
Que por nossos cuidados, devotados e vigilantes, cheguemos todos à felicidade eterna. Dignai-vos, grande São Miguel, reunir todos os membros de nossa família. Amém.’


(Reze diariamente esta consagração e, pela perseverança, você verá as intervenções milagrosa de São Miguel em seu lar e com todos os seus familiares.)

SÃO MIGUEL ARCANJO


É o anjo do arrependimento e da justiça. Seu nome é citado três vezes na Bíblia
 
Sagrada:No capítulo 12 do livro de Daniel, onde lemos: "Ao final dos tempos aparecerá

 Miguel, o grande Príncipe que defende os filhos do povo de Deus. E então os mortos 

ressuscitarão. Os que fizeram o bem, para a Vida Eterna, e os que fizeram o mal, para o 

horror eterno".



No capítulo 12 do Livro do Apocalipse encontramos o seguinte: "Houve uma grande 

batalha no céu. Miguel e seus anjos lutaram contra Satanás e suas legiões, que 

foram derrotadas, e não houve lugar para eles no céu. Foi precipitada a antiga 

serpente, o diabo, o sedutor do mundo. Ai da terra e do mar, porque o demônio 

desceu a vós com grande ira, sabendo que lhe resta pouco tempo".Na carta de São 

Judas, lê-se: "O Arcanjo Miguel, quando enfrentou o diabo, disse: "Que o Senhor o 

condene". Por isso São Miguel é mostrado atacando o dragão infernal.

domingo, 14 de setembro de 2014

EXALTAÇÃO À SANTA CRUZ

 Dia 14 de setembro celebramos a Exaltação da Santa Cruz:

A cruz era uma forma de tortura cruel e de execução da pena de morte.
As pessoas que eram crucificadas , agonizavam lentamente durante dias e em completa nudez à vista de todos.
A pessoa que era crucificada não tinha direito aos ritos funerários e nem ao sepultamento.
Os cadáveres apodreciam suspensos na cruz.
A cruz era um sinal de maldição e a pessoa crucificada era considerada maldita.
Como pode um sinal de maldição se transformar em sinal de salvação?!?
A cruz por si própria não salva ninguém.
A cruz é um sinal de salvação porque a vida de Jesus foi toda preenchida de ação salvadora.
Jesus e a cruz estão conectados. Jesus não buscou a cruz, mas as suas posturas o conduziu à cruz.
Jesus passou a sua vida concretamente cumprindo o projeto do Pai na mais plena fidelidade . Nenhum pai vai enviar o seu filho para sofrer e morrer.
Deus enviou seu Filho para nos salvar.
Jesus curou os doentes, deu de comer aos famintos, ensinou a boa -nova do reino, defendeu os fracos, os pobres e denunciou todas as formas de injustiças.
Jesus foi mal-entendido e mal acolhido por muitos dos seus.
Jesus foi acusado injustamente e condenado à morte.
Parece contraditório, ou seja, passar a vida fazendo o bem e morrer crucificado!
Se você se sentiu traído por ter tido uma sincera e reta intenção, lembre-se daquele que por primeiro sofreu a mais dura traição, Jesus Cristo.
Jesus ainda hoje continua sendo crucificado nas pessoas que vivem na mais profunda pobreza, nas pessoas injustiçadas, nas pessoas marginalizadas e excluídas pela crueldade da indiferença social, econômica e política.
O papa Francisco disse: - "Quando a vida interior se fecha nos próprios interesses, deixa de haver espaço para os outros, já não entram os pobres, não se houve a voz de Deus..." .
Na cruz Jesus realiza aquilo que Ele esta dizendo agora para todos nós: Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos. 
Se você está angustiado, triste, sem chão e abandonado, Jesus te entende, pois Ele passou por tudo isto.
Jesus não permaneceu na cruz e nem no túmulo, pois depois de cada dor, nasce a esperança real de uma alegria pascal que se consuma na ressurreição. 
A ressurreição começa aqui, quando, seguimos Jesus e realizamos os seus gestos de amor e de vida.
[Fraternalmente, Diácono Marcio Soares].

catecristonarede

Marcadores

catecristonarede

Valeu a informação do catecristonarede?

catecristonarede

SEGUIDORES

catecristonarede

catecristonarede

catecristonarede
~~catecismoLegal~~

catecristonarede

~~catecismoLegal~~ para todas as idades!
Aprenda com esmero e com facilidade àquilo que fará bem para sua espiritualidade!