AS MAIS POPULARES

quinta-feira, 29 de março de 2018

MEDITAÇÃO NA SEMANA SANTA:

O que todo Católico deve meditar? 

Vejamos:


Iniciamos a Semana Santa, maior tempo para meditarmos sobre a entrega de Nosso Senhor por nós!
Iniciamos a Semana Santa, maior tempo para meditarmos sobre a entrega de Nosso Senhor por nós!

.
A Igreja está diante de nós como Cristo 
ante a Verônica
.
A Igreja, sofredora, perseguida, vilipendiada, aí está a nossos olhos 
indiferentes ou cruéis. Ela está diante de nós como Cristo diante de
 Verônica.
Condoamo-nos com os padecimentos d’Ela.
Com nosso carinho, consolemos a Santa Igreja de tudo quanto 
ela sofre.
Podemos estar certos de que, com isto, estaremos dando ao próprio 
Cristo uma consolação idêntica à que lhe deu Verônica.

O avanço da incredulidade
Comecemos pela Fé. Certas verdades referentes a Deus e a nosso 
destino eterno, podemos conhecê-las pela simples razão.
Outras, conhecemo-las porque Deus no-las ensinou.
Em sua infinita bondade, Deus se revelou aos homens no Antigo e 
Novo Testamento, ensinando-nos não apenas o que nossa razão 
não poderia desvendar;
Mas ainda muitas verdades que poderíamos conhecer 
racionalmente, mas que por culpa própria a humanidade 
já não conhecia de fato.
.
A virtude pela qual cremos na Revelação é a Fé. 
Ninguém pode praticar um ato de Fé sem o auxílio 
sobrenatural da graça de Deus.
.
Essa graça, Deus a dá a todas as criaturas e, em abundância 
torrencial, aos membros da Igreja Católica.
.
Esta graça é a condição da salvação deles. 
Nenhum chegará à eterna bem-aventurança,
 se rejeitar a Fé. Pela Fé, o Espírito Santo 
habita em nossos corações.
.
Rejeitar a Fé é rejeitar o Espírito Santo, é expulsar de 
sua alma a Jesus Cristo.
Vejamos, em torno de nós, quantos católicos rejeitam a Fé. 
Foram batizados, mas no curso do tempo perderam a Fé.
Perderam-na por culpa própria, porque ninguém perde a Fé 
sem culpa, e culpa mortal.
Ei-los que, indiferentes ou hostis, pensam, sentem e vivem 
como pagãos. São nossos parentes, nossos próximos, quiçá 
nossos amigos!
Sua desgraça é imensa. Indelével, está neles o sinal do Batismo.
.
Estão marcados para o Céu, e caminham para 
o inferno. Em sua alma redimida, a aspersão 
do Sangue de Cristo está marcada.
.
Ninguém a apagará!
É, de certo modo, o próprio Sangue de Cristo que eles profanam, 
quando nesta alma resgatada acolhem princípios, máximas, 
normas contrárias à doutrina da Igreja.
O católico apóstata tem qualquer coisa de análogo ao 
sacerdote apóstata.
.
Arrasta consigo os restos de sua grandeza, 
profana-os, degrada-os e se degrada com eles. 
Mas não os perde.
.
E nós?
 Importamo-nos com isto? Sofremos com isto? 
Rezamos para que estas almas se convertam? Fazemos 
penitências? Fazemos apostolado? Onde nosso conselho?
.
Onde nossa argumentação? Onde nossa caridade? 
Onde nossa altiva e enérgica defesa das verdades 
que eles negam ou injuriam?
.
O Sagrado Coração sangra com isto. Sangra pela apostasia deles, 
e por nossa indiferença.
Indiferença duplamente censurável, porque é indiferença para 
com nosso próximo, e sobretudo indiferença para com Deus.


.
Fonte: Revista Catolicismo.

domingo, 25 de março de 2018

DOMINGO DE RAMOS:

A entrada “solene” de Jesus em Jerusalém 

.
A Semana Santa começa no Domingo de Ramos, porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples, que O aplaudia como:

“Aquele que vem em nome do Senhor”
Esse povo tinha visto Jesus ressuscitar Lázaro de Betânia havia poucos dias e estava maravilhado. Ele tinha a certeza de que este era o Messias anunciado pelos profetas;
.
Mas esse mesmo povo tinha se enganado no tipo de Messias que Cristo era.

.
Pensavam que fosse um Messias político, libertador social que fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhe o apogeu dos tempos de Salomão. 

Para deixar claro a este povo que Ele não era um Messias temporal e político, um libertador efêmero, mas o grande Libertador do pecado, a raiz de todos os males, então;
.
O Senhor entra na grande cidade, a Jerusalém dos patriarcas e dos reis sagrados, montado em um jumentinho; expressão da pequenez terrena.

.
Ele não é um Rei deste mundo! Dessa forma, o Domingo de Ramos dá o início à Semana Santa, que mistura os gritos de hosanas com os clamores da Paixão de Cristo.

O povo acolheu Jesus abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras.
Esses ramos significam a vitória:
.
“Hosana ao Filho de Davi: bendito seja o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel; hosana nas alturas”

.
Os ramos santos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica, especialmente nestes tempos difíceis em que esta é desvalorizada e espezinhada.

Os ramos sagrados que levamos para nossas casas, após a Missa, lembram-nos de que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo;
.
A luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição.

.
O sentido da Procissão de Ramos é mostrar essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus.

Ela nos recorda que somos apenas peregrinos neste mundo tão passageiro, tão transitório, que se gasta tão rapidamente.
E nos mostra que a nossa pátria não é neste mundo, mas sim na eternidade, que aqui nós vivemos apenas em um rápido exílio em demanda da casa do Pai.
.
A Missa do Domingo de Ramos traz a narrativa de São Lucas sobre a Paixão de Nosso Senhor Jesus: Sua angústia mortal no Horto das Oliveiras, o Sangue vertido com o suor, o beijo traiçoeiro de Judas;

.
A prisão, os maus-tratos causados pelas mãos do soldados na casa de Anãs, Caifás; Seu julgamento iníquo diante de Pilatos, depois, diante de Herodes, Sua condenação, o povo a vociferar “crucifica-o, crucifica-o”.

As bofetadas, as humilhações, o caminho percorrido até o Calvário, a ajuda do Cirineu, o consolo das santas mulheres, o terrível madeiro da cruz, Seu diálogo com o bom ladrão, Sua morte e sepultura. 
As Mesmas pessoas que louvam Cristo, pedem sua morte!
.
A entrada “solene” de Jesus em Jerusalém foi um prelúdio de Suas dores e humilhações.

.
Aquela mesma multidão que O homenageou, motivada por Seus milagres, agora vira as costas a Ele e muitos pedem a Sua morte.

Jesus, que conhecia o coração dos homens, não estava iludido. Quanta falsidade há nas atitudes de certas pessoas!
.
Quantas lições nos deixam esse Domingo de Ramos! O Mestre nos ensina, com fatos e exemplos, que o Reino d’Ele, de fato, não é deste mundo.

.
Que Ele não veio para derrubar César e Pilatos, mas veio para derrubar um inimigo muito pior e invisível: o pecado.

.
E para isso é preciso se imolar; aceitar a Paixão, passar pela morte para destruir a morte; perder a vida para ganhá-la.
.
A muitos o Senhor Jesus decepcionou; pensavam que Ele fosse escorraçar Pilatos e reimplantar o reinado de Davi e Salomão em Israel; mas Ele vem montado em um jumentinho frágil e pobre.

O Domingo de Ramos nos ensina que seguir o Cristo é renunciar a nós mesmos, morrer na terra como o grão de trigo para poder dar fruto, enfrentar os dissabores e ofensas por causa do Evangelho do Senhor.
Ele nos arranca das comodidades e das facilidades, para nos colocar diante d’Aquele que veio ao mundo para nos Salvar.


Fonte: Apostolado do Sagrado Coração de Jesus.
.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

ALMA e COMUNHÃO:

Você quer que Deus visite sua alma? 

Então veja como Ele pode fazer isso.

alma Eucarística
Sagrada Comunhão.


.
Na Comunhão, celebram-se as núpcias régias 

da alma cristã, a visita de seu divino Rei, 

a festa do Corpo de Deus para o comungante.

.
.
T
odos estes títulos exigem que não haja negligência alguma
 em nosso exterior. 
A preparação do corpo requer, além do jejum, trajes 
que denotem a modéstia e o asseio.
.
.
A preparação da alma pede, em primeiro lugar, 
a ausência de todo pecado mortal, e, tanto
quanto possível, do pecado venial deliberado.
.
.
O asseio é o primeiro ornato de uma casa que se prepara para 
receber um hóspede. Que a alma do comungante, se estiver 
ornada de poucas virtudes, tenha pelo menos essa pureza que 
as faz desabrochar.
.
Além disto, o decoro exige da alma a devoção, 
o recolhimento, o fervor da oração.
.
.
O amor devia nos tornar sempre aptos para comungar, pois o 
amor anela, suspira, enlanguesce de desejos pelo Bem-Amado 
de seu coração, assim como o pobre está sempre pronto 
a receber a esmola.
.
.
.
Fonte: S. Pedro Julião Eymard, Flores da Eucaristia

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

DEPRESSÃO: cura pela Bíblia

Você sabe como sair da depressão sem remédios?
.
Seria possível observar a depressão à luz da Bíblia Sagrada? 
.
Tire suas próprias conclusões:

A seguir você verá trechos selecionados do Eclesiástico, no 
Antigo Testamento das Sagradas Escrituras.

Eles podem realmente ajudar quem quer 
sair da depressão e sofre com este 
terrível mal.

Para facilitar a compreensão da depressão à luz da Bíblia
depois de cada trecho você encontrará uma breve explicação.

Vamos lá?

-> Eclesiástico 30, 22 – 23

“Não abandones a tua alma à tristeza…
… e não te aflijas a ti mesmo nos teus pensamentos.
O júbilo do coração é a vida do homem e um tesouro 
inexaurível de santidade…
A alegria do homem prolonga a sua vida”.

Neste trecho, é importante ressaltar a parte que diz “não abandones
 a tua alma à tristeza”.

Ou seja, é preciso lutar contra a tristeza para sair da depressão.

E também entrar em um verdadeiro combate interior contra os 
pensamentos negativos.

Pois o “júbilo do coração é a vida do homem”!

-> Eclesiástico 30, 24 – 25

“…recolhe o teu coração na santidade do
 mesmo Deus…
… E afugenta para longe de ti a tristeza.
Com efeito, a tristeza tem matado a muitos, e não 
há utilidade nela”.

Como sair da depressão?

É de suma importância voltar-se para Deus, não contemplar as 
coisas desta terra que são pura vaidade.

Mas fazer a vontade de Deus, que é o que traz verdadeira 
alegria à alma.

-> Eclesiástico 38, 19

“Porque a tristeza faz apressar a morte, 
tira o vigor…
… E a melancolia do coração faz descair 
a cabeça”.

A morte, referida aqui, é a morte da alma, a perda da graça de Deus…

A melancolia esfria a chama da fé, torna a pessoa tíbia para a 
oração, para os atos de piedade e caridade.

E por isso é tão perigosa para a alma.

São exatamente a Oração e a Doutrina de Cristo os maiores 
antídotos contra a tristeza.

Como sair da depressão?

É importante ler a Bíblia Sagrada.

-> Eclesiástico 38, 21 – 23

“Não entregues o teu coração à tristeza…
Mas lança-a fora de ti; lembra-te do teu fim.
Não te esqueças dele, porque não há retorno.
Em nada aproveitarás ao morto, e a ti mesmo farás 
um grave dano.
Lembra-te da minha sorte (te dirá o morto):
A tua será semelhante; ontem para mim, hoje para ti”.

É muito importante também lembrar-se sempre do fim a que 
todos estão destinados – a morte e a eternidade.

No fim, não haverá retorno e nem maneira de corrigir o ato de se 
ter vivido uma vida infeliz e afastada de Deus.

À todo momento precisa-se ter em mente o tipo de pessoa que se
 quer ser:

“Quero ser uma pessoa ressentida e triste, ou uma pessoa que vive 
para Deus e para a eternidade no Paraíso?”

Esta é uma forma de como sair da depressão.

 *  *  *

Existem muitíssimas outras passagens para saber como sair da depressão recorrendo à Bíblia.

Por isso, é muito recomendável que você crie o hábito de ler, todos os dias, ao menos um trechinho das Sagradas Escrituras.
.
Isso só pode lhe fazer bem, e MUITO bem!

Fonte: Associação Devotos de Fátima.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

OS PECADOS DO MUNDO MODERNO:

7 pecados que nos levam para o inferno e que “saíram de moda” para a atual sociedade, CONTINUAM OS MESMOS!


O pecado nos deixa na escuridão, longe de Deus!
O pecado nos deixa na escuridão, longe de Deus!

.
O mundo atual com seu ritmo de vida acelerado, 
com um maior acesso à informação e às novas 
tendências, parece ter deixado de lado a contrição
 e considera que o pecado e o inferno “saíram 
de moda”. Mas não é bem assim.

O pecado é algo sério, o inferno existe e é o destino dos pecadores. 
São Paulo disse: “Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir
 o Reino de Deus? Não vos enganeis” (1 Coríntios 6,9).

Entretanto, devemos ter esperança, pois, por meio da graça de Deus, 
podemos nos apartar de nossos pecados e encontrar a salvação em 
Jesus Cristo.
Mas, primeiramente devemos reconhecer nossos pecados e que 
precisamos ser salvos.

A partir do momento que tenhamos uma vida nova em Cristo, a 
vida cristã começa e somos chamados a colaborar com a graça de 
Deus para crescer em santidade.

Por isso, apresentamos uma lista dos pecados que o mundo atual 
considera “normais”, mas devemos levá-los a sério:

1) A mentira
“O que aconteceria se a pessoa nunca descobrisse? Que tal se 
for apenas por conveniência? Ou que tal se for para conseguir
 um bem maior? ”
Não. Mentir é mentir e está mal.

Mentir é dizer uma falsidade com a intenção 
de enganar e sempre está mal porque é uma
 ofensa contra a verdade, que é 
Cristo (João 14,6).

Recordemos que a mentira é a língua nativa do demônio, a 
quem Jesus chama “o pai da mentira” (João 8,44). O livro da 
Sabedoria adverte: “a mentira destrói a sua alma” 
(Sabedoria 1,11). 

2)  Imoralidade sexual
“Foge da imoralidade sexual!” (Coríntios 6,18).
Mas, por que não podemos fazer o que queremos com 
nossos corpos? Enquanto a pessoa estiver de acordo, 
vale tudo?

Não. São Paulo diz: “Foge da fornicação. 
Qualquer outro pecado que o homem 
comete é fora do corpo, mas o impuro 
peca contra o seu próprio corpo.

Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, 
que habita em vós, o qual recebestes de Deus e que, por isso 
mesmo, já não vos pertenceis? Porque fostes comprados por 
um grande preço. Glorificai, pois, a Deus no vosso corpo” 
(1 Coríntios 6,18-20).
Alma agonizando no inferno
Alma agonizando no inferno
Nós não podemos 
pecar contra nossos
Próprios corpos.
Deus nos criou e formou
 a nossa sexualidade com
 dignidade, valor e ordem, 
a qual deve ser 
respeitada e querida.
Recordemos que Cristo 
pregou sobre a luxúria 
no coração: “Não cometerá adultério.
Mas eu lhes digo que qualquer pessoa que olhe para uma mulher 
com luxúria já cometeu adultério com ela no seu coração”.

.
3) Roubo
“Não furtarás” (Êxodo 20,15).
Roubar é pegar algo que não te pertence. Inclusive todo material 
que tenha copyright. Roubar não se torna aceitável somente 
porque está na Internet.
Todo mundo sabe, mas mesmo assim não deixa de fazê-lo.
 Isto é um pecado grave.

4)  Alcoolismo
O álcool é um maravilhoso dom de Deus. Jesus converteu a água em vinho e os monges cristãos estavam acostumados a fazer a melhor cerveja do mundo.

Mas, beber muito até o ponto de 
embriagar-se e perder o controle 
é um pecado: “Acaso não sabeis 
que os injustos não hão de possuir 
o Reino de Deus?” (1 Coríntios 6,9-10).

“Não se embriaguem com vinho, porque isso é libertinagem”. 
Ante isto, São Paulo nos oferece uma alternativa: 
“Vivam do Espírito” (Efésios 5,8).

5) Gula
Alguns se referem à gula como o vício esquecido.
Obviamente, precisamos comer, há um tempo para 
festejar e a comida pode ser desfrutada
Mas, assim como o álcool, tudo deve ser 
desfrutado com moderação.

A gula é um amor incontrolável pela comida
 e não só pode trazer sérias consequências 
à sua saúde, como também para sua alma.

“Porque há muitos por aí, de quem repetidas vezes vos
 tenho falado e agora o digo chorando, que se portam 
como inimigos da cruz de Cristo;
Cujo destino é a perdição, cujo deus é o ventre, para 
quem a própria ignomínia é causa de envaidecimento, 
e só têm prazer no que é terreno” (Filipenses 3,18-19).

6) Vingança
A justiça é importante e qualquer justiça que não foi 
dada pelo governo será retificada por Deus ao final. 
Mas agora, Deus nos chama a um plano superior:

“Não vos vingueis uns aos outros, 
caríssimos, mas deixai agir a ira de 
Deus, porque está escrito: A mim 
a vingança; a mim exercer a justiça, 
diz o Senhor.

Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; 
se tiver sede, dá-lhe de beber.
Procedendo assim, amontoarás carvões em brasa sobre a 
sua cabeça. Não te deixes vencer pelo mal, mas triunfa do 
mal com o bem” (Romanos 12, 17, 19-21).
Também deve guardar os ensinamentos de Jesus acerca do
 perdão: “Porque, se perdoardes aos homens as suas 
ofensas, vosso Pai Celeste também vos perdoará” 
(Mateus 6,14-15).

7) Assassinato
O assassinato é a morte voluntária e direta de uma vida 
humana inocente, inclusive se a pessoa for pequena e 
está em desenvolvimento no ventre de sua mãe;
E também se a pessoa estiver em desvantagem ou
 estiver doente e for difícil de cuidar, ou ainda se a 
pessoa for idosa e de qualquer maneira morrerá logo.

O aborto e a eutanásia são cada vez 
mais aceitos e praticados em toda 
a nossa sociedade.

O assassinato é uma ofensa contra Deus porque 
os seres humanos foram feitos a Sua imagem e 
semelhança (Gênese 1,27).

Caso você tenha cometido algum destes pecados, 
arrependa-se e peça perdão e acolha a misericórdia de Deus.
.
.
Fonte: acidigital.com

catecristonarede

Marcadores

catecristonarede

Valeu a informação do catecristonarede?

catecristonarede

SEGUIDORES

catecristonarede

catecristonarede

catecristonarede
~~catecismoLegal~~

catecristonarede

~~catecismoLegal~~ para todas as idades!
Aprenda com esmero e com facilidade àquilo que fará bem para sua espiritualidade!