AS MAIS POPULARES

quinta-feira, 21 de julho de 2016

DEPRESSÃO ESPIRITUAL:

Como sair dessa? 


como sair da depressão










.
Imagine só. Você tem seus afazeres diários, 
sua rotina, seus encontros com amigos…

… uma ocupação aqui, uma atividade ali…
.
.
De vez em quando você faz um passeio, 

vai até um lugar de sua preferência.
.
… vai ao cinema
… ao teatro
… à casa de um familiar.

Salvo algumas exceções, as pessoas vivem em uma rotina, 

não é mesmo?
.
Trata-se de uma rotina que, mesmo cansativa em 
alguns momentos, é algo 
que lhe faz bem e lhe traz bons momentos 
de alegria e de prazer.

Até que…

Como num piscar de olhos as coisas começam a mudar.
.
Um dia você se levanta e parece não ter mais aquela disposição de sempre. 
A única vontade que você tem é a de ficar lá, na cama, como se ela tivesse 
um imã que não lhe deixasse sair.

– “Puxa que cansaço… É só um dia, isso vai passar” – 
você pensa e não comenta nada com ninguém.
.
Até que, no outro dia, a mesma coisa acontece.
No outro dia, a mesma coisa.
E no outro dia? A mesma coisa!

Você começa a reparar que…
.
A conversa com os amigos já não tem a mesma graça.

Às vezes lhe falta paciência. Às vezes lhe falta ânimo para 
ouvir aquilo que
você sempre ouvia com gosto.

Isso pode ser depressão. 
Mas é sempre bom diagnosticar sempre com um 
médico de confiança.

Como sair da depressão espiritual?


As pessoas que realmente foram diagnosticadas com este mal
 sempre se perguntam 
como sair da depressão.

Muitas pessoas buscam a solução 
com médicos, remédios caros, terapias etc..
Isso realmente pode ajudar muito 
e até já fez muitas pessoas se livrarem deste
mal.
.
Mas, você já parou para pensar que a depressão também 
pode ter fundo espiritual?

E, A SOLUÇÃO É O MÉDICO JESUS!
Procure-O!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

PORNOGRAFIA ONLINE: PERIGO!



A celeridade com que um número cada vez maior de pessoas adere à pornografia online;
.
Já está levantando algumas reações de médicos, educadores e pessoas concernidas, sobretudo com a educação dos jovens.

Desse modo, já há livros e artigos de imprensa tratando do problema, enquanto alguns governos estão tomando providências para contorna-lo.
Por exemplo, “o governador Gary R. Herbert, do estado de Utah, nos Estados Unidos, assinou uma resolução e um projeto de lei declarando a pornografia ‘um perigo para a saúde pública;
Que conduz a um amplo espectro de efeitos nocivos para a sociedade’”. “Os legisladores [do Estado] assinalam que a pornografia tem um efeito prejudicial na família;
Porque ‘diminui nos homens jovens o desejo de casar-se, gera insatisfação no matrimônio, e infidelidade’.
.
Em resposta a isso, a resolução advoga pela ‘educação, a prevenção, a investigação e a mudança de política’”.

.
A porta-voz da diocese de Salt Lake City, capital do Estado de Utah, também se pronunciou, dizendo que essa medida “afirma nossa crença na dignidade inviolável da pessoa humana;

Revelada plenamente por Cristo, e o dom da sexualidade humana e do matrimônio como plano de Deus”.
Contudo, por mais que se faça no campo das leis e de controle da internet pelo governo, não passará de medidas paliativas, pois tudo isso não é senão o reflexo de uma crise religiosa e moral muito maior na qual jaz o mundo atual.
Enfraquecido na humanidade o amor de Deus, perdeu-se a noção do bem e do mal, da verdade e do erro, e, sobretudo, a noção de pecado.
.
Com efeito, o que mais salta aos olhos nessa adição à pornografia é o número de pecados contra a virtude da castidade.

.
Sua gravidade é tal, que um só pecado mortal — o mais grave dos males —, pode levar quem o pratica à condenação eterna.

Sem esta noção do pecado que assim se comete, não há freio capaz de conter tal avalanche de degradação.
Antigamente as pessoas tinham a Igreja Católica na conta de guardiã da verdade e da moralidade. Os Dez Mandamentos da Lei de Deus e os da Igreja eram a norma de vida.
O “Não pecarás contra a castidade”, e “Não desejarás a mulher do próximo” eram a norma de conduta.
Mas, infelizmente, essa crise penetrou até no interior da Igreja, sobretudo a partir do Concílio Vaticano II, que abriu as janelas para que os ventos do mundo nela penetrassem.
Com isso, pouco auxílio encontram os fiéis, tornados órfãos daquela que é a Cátedra da Verdade.
.
Para piorar o quadro, com as uniões livres, o divórcio e o enfraquecimento dos laços de família, quase ninguém observa a castidade como Deus estabeleceu.

.
E agentes poderosos como a mídia — principalmente a televisão, além do que já foi dito da Internet — divulgam a imoralidade mais crua, ao lado de uma amoralidade sem limites;

Não só nas inqualificáveis novelas em que predominam cenas escabrosas, linguagem chula e erotizante, mas até em anúncios de dentifrício ou de bombons.
Isso produziu nefastos efeitos no dia-a-dia das pessoas. Razão pela qual já foram incorporados à linguagem corrente, com todo o “direito de cidadania”,
Termos antes considerados palavrões, que até há pouco uma boca casta não proferia. Tais termos vão se generalizando tanto entre homens quanto mulheres.
E podem ser vistos até em mensagens do Facebook, nos quais eles aparecem com toda naturalidade ao lado de cenas escabrosas postadas mesmo por pessoas tidas como honestas e piedosas.
.
Essa avalanche contra a virtude da castidade é muito bafejada pelas modas atuais, cada vez mais próximas do nudismo total.

.
Jacinta, a mais nova das crianças videntes de Fátima
Nossa Senhora em sua aparição em Fátima disse à menor das videntes de Fátima, Jacinta [foto ao lado], que “os pecados que levam mais almas para o inferno, são os pecados da carne”.
E Jacinta, por sua vez, declarou: “Hão de vir umas modas que hão de ofender muito a Nosso Senhor.
As pessoas que servem a Deus não devem andar com a moda. Nosso Senhor é sempre o mesmo”.
Na segunda aparição em Fátima, no dia 13 de junho de 1917, Nossa Senhora mostrou aos três videntes, Lúcia, Francisco e Jacinta, seu Coração Imaculado “cercado de espinhos, que pareciam estar nele cravados.
.
.
Compreendemos que era o Imaculado Coração de Maria ultrajado pelos pecados da humanidade, que queria reparação”.

.
Se já naquela época, próxima do reinado de um Papa santo, São Pio X em que os vestidos das mulheres chegavam até os pés e a vida de família era geralmente cristã;

Sem a desgraça do divórcio nem das uniões ilegítimas, para falar só disso, era necessário entretanto reparar o Imaculado Coração de Maria “ultrajado pelos pecados da humanidade”.
O que não é preciso fazer nos tristes tempos em que vivemos?
.
.
Fonte: ipco.org.br


catecristonarede

Marcadores

catecristonarede

Valeu a informação do catecristonarede?

catecristonarede

SEGUIDORES

catecristonarede

catecristonarede

catecristonarede
~~catecismoLegal~~

catecristonarede

~~catecismoLegal~~ para todas as idades!
Aprenda com esmero e com facilidade àquilo que fará bem para sua espiritualidade!